Imprensa belga celebra centenário do Tintin

Publié le par Zetantan

O centenário do nascimento de Hergé (1907-1983) enche hoje as primeiras páginas da imprensa belga, que agradece «100 vezes» ao criador de Tintin a obra «eterna» deixada.

Todos os jornais generalistas belgas francófonos dedicam particular destaque ao centenário do nascimento de um dos «filhos» de que a Bélgica mais se orgulha, dedicando páginas a fio à celebração do «génio criador» de Georges Remi, nascido em Bruxelas a 22 de Maio de 1907.

«Merci, 100 foi merci...» («Obrigado, 100 vezes obrigado»), escreve o La Libre Belgique, que ilustra a primeira página com uma fotografia do artista a desenhar a sua mais conhecida criação, a personagem de banda desenhada Tintim, sob a manchete «Hergé, o eterno».

O Le Soir também ilustra a primeira página com uma foto de George Remi e levanta o véu sobre «Os últimos segredos de Hergé», contidos numa biografia oficial a ser publicada em Outubro.

Este jornal «oferece» ainda (por mais 9,95 euros) um outro exclusivo aos seus leitores, «a história desenhada em 1943 a preto e branco e nunca publicada em álbum», de «À La Recherche du Trésor de Rackham le Rouge» (À Procura do Tesouro de Rackham, o Terrível).

Por seu turno, La Derniere Heure dedica um suplemento especial de 10 páginas aos «100 anos de Hergé» e ao «nascimento de um génio».

Todos os jornais destacam também o lançamento da primeira pedra do futuro Museu Hergé, segunda-feira, em Louvain-la-Neuve, nos arredores da capital belga.

Diversas comemorações têm assinalado no país natal de Hergé, o centenário do seu nascimento, sendo uma das próximas a emissão, pelos Correios belgas, de uma colecção de 25 selos, com um retrato de Georges Remi e as capas dos 24 álbuns das aventuras de Tintim.

 

Diário Digital / Lusa

Publié dans tintinofilo

Commenter cet article