Criador do Tintin morreu há 25 anos

Publié le par Zetantan

O Jornal de Notícias publicou um artigo de Cleto Pina assinalando os 25 anos da morte de Hergé.

Na capa do jornal "Libération" de 4 de Março de 1983, inspirada na capa de "Coke en stock" ("Carvão no porão", na tradução portuguesa), era anunciada "a última aventura de Tintin" e, na metade inferior, a vinheta circular, aberta no fundo negro, mostrava Tintin caído na neve do Tibete e Milu a uivar, anunciando "Tintin morreu". No interior, todas as notícias eram ilustradas com vinhetas da obra máxima de Hergé - aparecida pela primeira vez a 10 de Janeiro de 1929, nas páginas do "Le Petit Vingtième" -, mas era o seu falecimento, na véspera, que dominava a actualidade. A leucemia, na época, apontada como causa, encobriu o vírus da sida, contraído numa das muitas transfusões sanguíneas que fez, a crer na explicação adiantada por Philippe Goddin, um dos maiores especialistas no autor, na biografia que lançou no final de 2007, ano em que se comemorou o centenário do seu nascimento.

Agora, 25 anos após a sua morte e mais de três décadas depois da última aventura do seu herói - "Tintin e os Pícaros" (1976) -, Hergé e a sua obra continuam a marcar regularmente a actualidade, mostrando a importância assumida por uma das obras-primas do século XX.

Uma das manchetes recentes anunciava o leilão, a 5 de Abril, da pintura a gouache utilizada na capa original de "Tintin na América" (1931), com o incrível preço base de 300.000 euros.

James Cameron realiza

Os 25 anos da morte do autor ficam indirectamente marcados pelo lançamento de "Tintin à la découverte des grandes civilisations" (edição Fígaro e Beaux-Arts Magazine) e também de "Tintin transports", uma nova colecção de modelos à escala, na senda do êxito de "Os Carros de Tintin" (lançada em Portugal, pela Planeta DeAgostini), que reproduz momentos dos álbuns, como Tintin na lancha, rumo à "Ilha Negra" ou na jangada de "Carvão no porão", com tiragem de apenas 10 000 exemplares, a preços (módicos…) entre os 40 e os 50 euros.

Para 2009, quando Tintin fará 80 anos, há já dois momentos marcantes a inauguração do Museu Hergé, em Louvain-la-Neuve, e a estreia do primeiro de três filmes com actores de carne e osso sobre o herói de poupa, produzidos pela dupla Steven Spielberg/Peter Jackson. As filmagens começaram dia 27, mas pouco se sabe dele, além de ser dirigido por James Cameron, basear-se no díptico "O Segredo do Licorne"/"O Tesouro de Rackham o terrível" e contar com Andy Serkis no papel de Capitão Haddock. Alguns sites especializados apontam o nome de Kirsten Myburgh para intérprete de Tintin

Publié dans tintinofilo

Commenter cet article