ENCONTRO DOS ADHP - Lisboa, 10 de Janeiro de 2009

Publié le par Zetantan

 


Como é do conhecimento de todos, perfaziam-se no dia 10 de Janeiro de 2009 oitenta anos a partir da data original de publicação da primeira aventura de Tintin. Que o nosso herói seja um pouco mais velho, é perfeitamente claro, já que Hergé terá levado algum tempo a preparar a história; mais ainda, o nosso amigo Jorge Maicieira observou recentemente que, mesmo antes da publicação dos primeiros quadradinhos, teria havido já referências anunciadoras dessa próxima publicação. No entanto, tal como a idade de cada um de nós se conta a partir do momento do parto, deprezando-se o período de gestação imediatamente anterior, também aqui se deve considerar que o famoso repórter atingiu nesse dia 10 de Janeiro a bonita idade de 80 anos. Isso mesmo entenderam, entre nós, diversos meios de comunicação social, como vários jornais e canais de rádio e televisão, que no próprio dia ou na véspera deram nota da efeméride. Deve mesmo salientar-se que nos chegaram diversos convites para participar em emissões televisivas e radiofónicas, mas a circunstância de tais convites terem sido feito muito em cima da hora levou a que só muito parcialmente pudessem ter sido aceites.
Naturalmente que os ADHP não podiam deixar de celebrar condignamente o faustoso evento! Ora que melhor festa de aniversário poderíamos dedicar a Tintin que um almoço de confraternização do grupo?
Desta vez, o organizador foi o Fernando Cardoso e o local acertado o conhecido Café Nicola, no Rossio, em Lisboa, sítio de amplas referências literárias, já pela circunstância de o poeta sadino Bocage ter o hábito de frequentar um estabelecimento similar ali existente no seu tempo, já porque no mesmo prédio habitou Eça de Queiroz, conforme testemunha uma placa alusiva ali mandada fixar, em devido tempo, pelo Círculo Eça de Queiroz.
O encontro foi marcado para cerca das 13:00 horas e, mais minuto, menos minuto, para lá nos fomos dirigindo. Infelizmente, só quatro elementos do nosso grupo conseguiram comparecer, mas outros - impossibilitados de se nos juntarem - decerto nos acompanharam em espírito! Para a história, aqui fica o registo das presenças, por ordem de chegada ao restaurante: Fernando Cardoso, João Paulo Boléo, António Monteiro e José Menezes. Ah!, mas a esses quatro ADHP juntou-se um quinto conviva e de peso: nada menos que o próprio Tintin, convidado especialmente pelo fernando Cardoso. Sempre original, porém, o repórter recusou-se a sair do seu jarrão chinês, afirmando estar atento a quanto se passasse no Nicola, não fosse por ali entrar de súbito o infame Mitsuhirato e estragar-nos o convívio...
O repasto decorreu em ambiente de grande cordialidade - como é já nosso apanágio - e boa disposição, tendo-se sacrificado, para o efeito, uns agradáveis bifes devidamente montados por ovos estrelados e nadando num molho agradável e espesso, que quase nos fazia esgotar os pãezinhos disponíveis sobre a mesa.
A conversa decorreu célere, interessante e fluida, versando diversos aspectos da obra Hergeana e outros temas da banda desenhada em geral, e as horas foram passando sem que na verdade déssemos por elas. Eram umas três e tal quando demos o encontro por encerrado. aventou-se a hipótese de se organizar o próximo para data a combinar em Fevereiro.

A.M.

 

 

 

Publié dans PADH

Commenter cet article