Spielberg vai realizar o seu velho projecto de levar Tintin ao cinema

Publié le par Zetantan

Esta semana, Steven Spielberg concretizou um desejo com 25 anos: filmar as aventuras de Tintin. Em 1982, ainda Hergé era vivo, Spielberg contactou-o para adaptar o herói ao cinema. Apesar de querer que fosse um cineasta de renome a filmar as histórias da sua personagem mais célebre, Hergé mostrou-se relutante: tinha medo que o realizador de Tubarão "americanizasse" uma figura tão universal.

Hergé morreu um ano mais tarde. As conversações entre os seus herdeiros e Spielberg continuaram, até à assinatura de um contrato, em 2004. Ontem, em Bruxelas, a Sociedade Moulinsart, que gere os direitos de toda a obra de Hergé, anunciou que vai iniciar a pré-produção de uma série de filmes baseados nos álbuns de Tintin, associada aos estúdios DreamWorks de Steven Spielberg.

Tintin já foi levado anteriormente à tela por duas vezes em filmes de imagem real, nos anos 60. Em O Mistério da Tosão de Ouro (1961) e Tintin e as Laranjas Azuis (1964), duas aventuras originais com o actor belga Jean-Pierre Talbot no papel principal (ver texto secundário).

"Ao estilo de Hollywood"

Falando à AFP, Nick Rodwell, marido da viúva e herdeira universal de Hergé, Fanny, e administrador-delegado da Moulinsart, declarou que se o primeiro filme, "uma superprodução ao estilo de Holly- wood, previsto para "2009 ou 2010", tiver sucesso, "haverá mais a seguir. No caso do Harry Potter, toda a gente sabia que havia sete livros. Nós temos 23 argumentos [número de álbuns de Tintin]".

Não está ainda decidido por que álbum Steven Spielberg começará. Nick Rodwell especificou que o realizador americano "compreende muito bem a obra" de Hergé e não a abordará "como se se tratasse de E.T.-O Extraterrestre. Acho também que toda a gente ficará encantada com o actor escolhido para fazer de Tintin", disse, sem mancionar nomes, mas adiantando que "Leonardo DiCaprio talvez seja um pouco velho demais para o papel".

A rodagem do primeiro filme será precedida por uma grande acção de promoção que não se centrará nos países europeus, onde Tintin é sobejamente conhecido, mas sim nos Estados Unidos ou na China.

Quanto a dinheiros, o filme de estreia deverá custar "mais para os 100 milhões de dólares [76 milhões de euros] do que para os 20 [15,2 milhões de euros]", referiu Rodwell. Nada a que Steven Spielberg não esteja habituado.
 
Eurico de Barros In Diário de Notícias

Publié dans Cinema

Pour être informé des derniers articles, inscrivez vous :

Commenter cet article

RAQUEL ORZUJ 11/03/2007 12:40

Muy bueno para el  desarrollo de la visualidad y el pensamiento universal, la conjuncion de dos talentos,  como los de SPIELBERG Y HERGE- y por que  no?  TIN TIN-!!!
RAQUEL ORZUJ-URUGUAY
www.orzuj.com.uy