Morreu Jacques Martin, colaborador de Hergé

Publié le par Zetantan

martin.jpgJacques Martin, o criador das bandas desenhadas Alix e Lefranc, morreu esta manhã. Tinha 88 anos.

Nascido em Estrasburgo em 1921, era o último grande autor vivo da chamada Escola de Bruxelas, que foi integrada por nomes como Hergé (Tintin), Jacobs (Blake e Mortimer) ou Morris (Lucky Luke).

O seu enorme talento afirma-se imediatamente após o fim da Segunda Guerra Mundial, quando começa a colaborar na revista “Tintin” (edição belga), onde surgirão a partir de 1948 as aventuras de Alix, um herói nascido gaulês mas adoptado por Roma.

Alix é o fundador de uma linhagem, depois seguida por Jhen, Arno, Orion, Kéos e Loïs, caracterizada por uma abordagem das temáticas históricas subordinada a um rigor documental absolutamente blindado.

Fora desta lógica fica apenas Lefranc, um herói jornalista criado em 1952, num registo realista e contemporâneo.

No final dos anos 1980, Jacques Martin foi afectado por problemas oculares, que o obrigam apelar a um conjunto de colaboradores para desenhar as bandas desenhadas que continua a escrever – é o caso, entre outros, de Bob de Moor, Gilles Chaillet e Jean Pleyers.

“As suas obras, de estrutura clássica, figuram entre as maiores do género e estão na origem de numerosas vocações”, escreve Patrick Gaumer no “Larousse de la BD”.

Num comunicado tornado público, a Casterman, o seu editor francês, afirma que “desapareceu o último gigante da banda desenhada belga”, mas acrescenta: “Os seus heróis nunca morrem.”

O conjunto das obras de Martin, traduzidas em mais de dez línguas, entre as quais o português, venderam mais de 15 milhões de álbuns. Só a série Alix, que o PÚBLICO vai publicar brevemente, vendeu mais de sete milhões de álbuns.

http://www.publico.clix.pt/Cultura/morreu-jacques-martin-autor-de-alixe-e-lefranc_1419026

Publié dans tintinofilo

Commenter cet article