Nova tradução das aventuras de Tintin vai chegar às livrarias pela Asa

Publié le par Zetantan

A responsável pela BD da editora ASA deu uma entrevista à Agência Lusa acerca da nova edição das aventuras do Tintin por aquela editora.

 

As aventuras de Tintin vão ser publicadas este mês com uma nova tradução e formato, mas o espírito do intrépido repórter mantém-se intacto, assegurou à agência Lusa a editora de banda desenhada da Asa, Maria José Pereira.
Os primeiros seis volumes (de um total de 24) da série criada pelo autor belga Hergé serão distribuídos para as livrarias a partir do dia 16 e está previsto um lançamento oficial da nova edição no final do mês em Lisboa.

A edição é o passo visível de um negócio que aconteceu em 2009, quando a Asa passou a deter os direitos em Portugal das histórias de Tintin, detidas internacionalmente pela chancela belga Casterman.

Os álbuns de Tintin que estavam no mercado português tinham, desde finais dos anos 1980, a chancela da Editorial Verbo e a personagem principal tinha sido traduzida para Tintim.

Longa negociação

Maria José Pereira, responsável pela banda desenhada na Asa, não revelou o valor envolvido no negócio de transferência, mas admitiu que a edição da nova tradução de Tintin era "um sonho pessoal de há muito tempo".

"Bati-me muito por este contrato e as negociações não foram fáceis, arrastaram-se por mais de um ano",
disse.

A nova edição chega ao mercado num formato mais pequeno, "apelativo para um público mais novo" e com outra tradução de Maria José Pereira e Paula Caetano a partir do original.

"Quisemos dar mais atenção à linguagem, dar-lhe uma sequência, condensar as ideias sem encher muito os balões", disse a editora, garantindo que os nomes das restantes personagens não sofrem alterações.

Este mês são editados os seis primeiros volumes, numa sequência cronológica de publicação, referiu Maria José Pereira, sendo disponibilizados, por exemplo, "Tintin no país dos sovietes", "Tintin no Congo" e "Tintin na América".

Dos quadradinhos para o cinema

Em novembro serão editados outros seis volumes, prevendo-se que toda a coleção de 24 álbuns esteja disponível no mercado até outubro de 2011, mês em que se espera a estreia da adaptação de Tintin ao cinema por Peter Jackson e Steven Spielberg.

Para Maria José Pereira, as aventuras de Tintin são uma "obra de grande qualidade" e alguns volumes são "documentos históricos" criados há mais de setenta anos por George Remi, mais conhecido por Hergé.

A Asa, que integra o grupo Leya, tem atualmente o catálogo mais representativo de banda desenhada em Portugal, por juntar histórias de personagens como Astérix, Spirou, Alix, Gaston, Blake & Mortimer, Lucky Luke e autores como Hugo Pratt e Milo Manara.

Lusa

Publié dans Tintim em Portugal

Commenter cet article