Original de Hergé rende 764 mil euros em leilão

Publié le par Zetantan

Um desenho a guache, feito por Hergé em 1932, foi vendido por 762 400 euros, num leilão realizado no final do mês.

Com um preço-base de 280 mil euros, o desenho que serviu de capa à primeira edição em álbum de "Tintin na América" e que representa o herói, vestido de cowboy, sentado numa pedra, a comer de uma frigideira, com Milu ao seu lado a roer um osso, espreitado por índios.

Ao atingir esta verba, o desenho tornou-se o mais caro original de banda desenhada de sempre. Até agora, o recorde pertencia a uma prancha de Enki Bilal, pertencente ao álbum "Bleu sang", vendida há sensivelmente um ano, por uns modestos 177 mil euros. Nesta mesma venda, uma outra prancha de Bilal, da "Tetralogia do monstro", alcançou os 145 mil euros e um retrato de Corto Maltese, feito por Hugo Pratt, rendeu 250 mil.

A Artcurial, promotora do leilão, informou ainda que no total foram vendidas 650 obras, que totalizaram cerca de 3.4 milhões de euros.

Segundo a empresa, "o mercado de originais de banda desenhada é hoje um negócio em ascensão, com compradores por toda a Europa". No entanto, a sua maior limitação é a "dificuldade em encontrar peças interessantes", pois os autores europeus têm muita renitência em separar-se dos originais.

In Jornal de Notícias

Publié dans tintinofilo

Commenter cet article